nome2

 

historico

 

historia

Por volta do ano de 1988 os irmãos Humberto Luiz da Silva e Gilberto Luiz da Silva, almejando melhores rendimentos, optaram por deixar os seus empregos, o primeiro como escrivão substituto do Cartório do Primeiro Ofício da Comarca de Patrocínio/MG, e o segundo como gerente do Banco Real, agência de Uberaba/MG, e juntos montarem em sociedade, o próprio negócio.

Depois de longo debate e vários estudos sobre as possibilidades do que haveria maior probabilidade de aceitação no mercado, foi cogitada a hipótese de se abrir uma padaria.

Uma vez definida a nova atividade, resolveram procurar um parente próximo (primo primeiro) de nome Jairo Ribeiro, estabelecido há muito tempo na cidade de Uberaba, para que pudessem ter mais conhecimento sobre o assunto.

Naquela oportunidade tiveram um grande incentivo e se decidiram a realmente abrir uma padaria. Antes, porém, tinham que finalizar seus contratos de trabalho e fazerem os acertos finais junto aos respectivos serviços.

Concluídos os acertos saíram à procura de uma cidade e, por fim, um ponto para que pudessem iniciar suas novas atividades.

O local escolhido foi a maravilhosa cidade de São José do Rio Preto/SP, e o ponto foi na rua Consolação, número 1641, bairro Boa Vista.

Vencida esta etapa, deram inicio à documentação e adquiriram as máquinas e equipamentos necessários. Por falta de capital, tiveram que optar por instrumentos usados. Por fim, em meados do mês de fevereiro do ano de 1990, deram início às suas novas atividades.

historia2É importante frisar que diante da falta de capital e com o intuito de fazer a maior economia possível, chegaram à conclusão de que iriam morar juntos (as duas famílias, com 05 filhos), nos fundos da Padaria.

Tudo ia muito bem, inclusive com o volume de vendas relativamente bom, quando o sócio e irmão mais novo, veio a falecer repentinamente em decorrência de um aneurisma saturado.

Passado o sepultamento, Humberto recomeçou a atividade, tendo agora como sócia a viúva, senhora Helena Maria Rabelo da Silva.

Com o passar do tempo, o negócio ia razoavelmente bem, mas era sabido que a hegemonia da nova sociedade não era duradoura. Optou-se então, por abrir uma nova loja na Avenida Bady Bassit, número 3100, esquina com a Rua Silva Jardim, o que se tornou realidade no dia 20 de outubro de 1992, conforme contrato protocolado na JUCESP sob o número 449153/92-7.

Foi então que os problemas começaram a se agravar, não só os econômicos, mas também os de relacionamento com a nova sócia que, por capricho desta, era cada vez pior.

A situação chegou ao extremo e foi necessário dividir a empresa. Para que pudessem ficar com a loja da avenida, que era mais bem montada, Humberto e sua esposa, optaram por vender uma casa que haviam construído na cidade de Patrocínio, MG, sua terra natal.

Concluída a divisão da sociedade e feita à venda da casa puderam, com a injeção do novo capital, dar andamento ao negócio.

historia3Inicialmente começaram com algumas inovações e perceberam que estavam diante de um grande desafio e vencer ou vencer era o que lhes restava.

Os filhos, cada vez maiores, exigiam investimentos em melhores escolas e o mercado estava cada vez mais exigente.

Urgentemente precisou-se fazer com que os habitantes desta cidade aprendessem a comer diariamente os seus produtos, principalmente o pão de queijo, que é o carro chefe da empresa. Tiveram inúmeras dificuldades que foram sendo vencidas uma a uma, o que culminou num relativo crescimento da loja e sua consolidação no mercado.

Em meados do ano de 1998 tiveram a oportunidade de mudar a loja para o novo prédio, que oferece inúmeras vantagens além de situar na mesma avenida, pouco metros antes, na Avenida Bady Bassit, número 3090.

Essa mudança possibilitou um crescimento assustador de suas atividades, fazendo com que O REI DO PÃO DE QUEIJO passasse a ocupar uma posição privilegiada no mercado como um todo, trabalhando exclusivamente com capital próprio e em busca de novos produtos e de novas melhorias.

Com uma maior área útil foi possível realizar algumas melhorias na forma de operacionalização da empresa. A loja foi melhorada, com maior espaço e melhores formas de exposição de produtos que geraram uma maior demanda por parte dos clientes e, assim, trouxe um aumento de vendas.

Juntamente com essa melhora na loja foi feito também uma melhora do sistema produtivo da empresa. Algumas máquinas foram compradas na tentativa de mecanizar parte da produção - é interessante lembrar aqui: uma padaria se caracteriza por ser uma empresa intensiva em mão-de-obra, uma vez que os clientes procuram produtos com características peculiares, que dificultam em muito o sistema de mecanização, uma delas, que sejam sempre frescos.

historia4Nesse âmbito todo o sistema produtivo foi dividido em células e cada célula, dentro de sua especialidade, redividida em grupos especializados. Dessa forma hoje encontramos na empresa as células responsáveis pela produção de Confeitaria, Salgadaria, Padaria, Lanches e Patês e Pré-preparos.

Com a finalidade de se fazer uma melhor integração entre todo o serviço o depósito foi retirado da produção e um sistema de entrega de material desenvolvido. Dessa forma "supermercados" locais foram implementados dentro de cada célula de forma que a matéria-prima necessária possa ser disponibilizada localmente, para facilitar e agilizar o serviço.

Alguns sistemas de suporte também precisaram ser implementados, como um departamento financeiro, compras, recebimento e movimentação de mercadorias, marketing, processamento de dados, engenharia de processos e recursos humanos. Toda essa estrutura de suporte trabalha em conjunto com o sistema produtivo e de vendas da empresa na tentativa de melhorar sempre seu desempenho.Hoje a empresa conta com cerca de 130 funcionários diretos, dos quais cerca de 60 trabalham na produção; 50 no atendimento a clientes (loja) e 20 nos departamentos de suporte, que conta com 1 administrador de empresas, 1 processador de dados, 1 engenheiro de produção, 2 engenheiros de alimentos, 1 psicólogo e 1 contador.